por José do Vale Pinheiro Feitosa




Viva junto à alma mais próxima e compreenda que a proximidade é a medida da distância. Que a distância que os separa é este movimento maravilhoso da matéria e da energia. A maravilha é apenas esta surpresa porque esta proximidade é tão diminuta entre os dois e é a inesperada distância.

José do Vale P Feitosa



domingo, 19 de outubro de 2014

VOTAREI EM DILMA POR ESTAS RAZÕES - José do Vale Pinheiro Feitosa

Hoje, domingo, dia 19 de outubro de 2014, horário de verão e os ponteiros do relógio sendo ajustados à novidade. Daqui a uma semana o povo Brasileiro escolherá a Presidenta Dilma ou o candidato Aécio Neves para quatro anos de mandato, renováveis por mais quatro, em eleições iguais a estas.

Não preciso nem dizer, quem já leu alguma coisa que escrevi nos últimos dias sabe que votarei em Dilma Roussef. Votarei na expectativa que o país avance em torno de uma sociedade democrática, onde a base real, material, moral e ética, é bem estar comum e a igualdade de condições custe o que custar em impostos diretos para os mais ricos.

Votarei contra o ódio. Às ideias que desigualdade e a pobreza é um atributo natural do mundo. Votarei a favor de que o bem estar é a distribuição das riquezas produzidas pelos trabalhadores segundo as necessidades de cada um. Votarei a favor de uma série de políticas públicas:

- De um Sistema Único de Saúde nos termos da Constituição Federal, com atenção básica, acesso à média e alta complexidade seja quem você for ou onde viver.

- Da Educação Pública, universal, com acesso garantido a todos os níveis de escolaridade, onde qualquer cidadão, independente de gênero, raça e situação econômica possa galgar qualquer estágio evolutivo do ensino e da pesquisa em ciência e tecnologia. 
  
- Da Segurança Pública voltada para a proteção da sociedade, independente de qual classe social pertença ou em que lugar habite. A Segurança Pública como sinônimo de um bem público, com controle social, e nunca voltada para perseguir segmentos específicos da sociedade e nem grupos especiais.

- Da Garantia que o Salário Mínimo seja o suficiente para comprar a cesta básica e que se combata todo tipo de ódio que pretende deixar os pobres na subserviência da esmola e da decisão privada dos privilegiados da economia.

- Da Garantia que toda família, todo cidadão, em situação de risco social e econômica seja imediatamente assistido pelas políticas públicas, onde elas vivem e como elas vivam, independentemente de qualquer preconceito religioso, moral e político.

- Das políticas públicas que redirecione as cidades para que cada vez mais se reduzam as longas distâncias entre emprego e moradia, como fator essencial de estímulo à mobilidade urbana e à qualidade de vida.

- Das políticas urbanas que regularizem o solo em benefício do conjunto, zoneando as áreas segundo suas vocações, não permita o estoque de áreas para especulação imobiliária, que amplie parques, áreas de lazer e convívio, proteja o curso e os reservatórios de água, universalize a oferta de água limpa, a retirada do lixo e o esgotamento sanitário, reduza o transporte por carros e estimule as bicicletas e o deslocamento a pé.

- Do controle estatal do Petróleo e sua exploração, de acordo com a luta dos brasileiros por esta via, não deixando jamais de pertencer ao comércio mundial, mas sem sujeitar-se a qualquer tipo de chantagem para permitir que jogos das grandes multinacionais subtraiam as riquezas do povo.

- Da inserção internacional independente do país, aprofundando o MERCOSUL, as instituições dos BRICs, o comércio com África, os Estados Unidos e a Europa. Isso significa acordo comercial regional (MERCOSUL), coparticipação em novos organismos (instituições do BRICs), liberdade de negócio internacional, parceria equilibrada com EUA e União Europeia.

- Da reforma política abrangente, extraída do debate da sociedade, que explicite melhor a democracia direta e de ofereça força à representação política especialmente nos municípios, regiões e estados.

- Da democratização dos meios de comunicação, dando maior relevância às expressões da cultura local e regional, ampliando o acesso aos instrumentos de mídia por segmentos da sociedade, desfazendo a concentração de mídias por uma única organização empresarial, estimulando a comunicação através das novas mídias. Garantindo a liberdade de expressão e regulamentando os conflitos inerentes a esta liberdade.

- Da ampla liberdade de manifestação e exercício das lutas sociais, das expressões sociais, políticas e partidárias, das religiões, das manifestações culturais, das opções sexuais, da liberdade de manifestar o contraditório.

Por tudo isso voto em Dilma Roussef, porque não acho que Aécio Neves possa atender a esta agenda política. Mesmo que críticas tenha aos governos do PT nos últimos anos, a melhor opção, agora e neste próximo domingo, ainda continua sendo Dilma, não porque apenas por ela mesmo ou porque o PT, mas por ser a porta onde em paz e com firmeza podemos avançar numa agenda tão complexa e tão necessária.  

  

5 comentários:

Batateira Original disse...

Onde está meritrocacia?
Onde esta o ingresso nas instituições do Governo apenas por concurso público?
Onde fica as designações dos dirigentes das estatais somente a profissionais da área?
Onde fica o desaparelhamento das estatais?
Onde fica o nepotismo terceirizado?
Onde fica a união dos ARRAES?
Com certeza Ele não ensinava isso no Diocesano!

Stela disse...

Muito bom, Zé do Vale!

Magali de Figueiredo Esmeraldo disse...

Parabéns, José do Vale, texto completo!

Carlos Eduardo Esmeraldo disse...

Parabéns José do Vale.

Eu também concordo!

Carlos Eduardo Esmeraldo disse...

Para quem se esconde sob o pseudônimo de Batateira Original, nem com tanta originalidade assim.
Ter a coragem de mostrar a cara e não me escondo covardemente sob pseudônimo!
Poderia assinar São José do Sitio Pau Seco. Qu pseudônimo original...