por José do Vale Pinheiro Feitosa




Viva junto à alma mais próxima e compreenda que a proximidade é a medida da distância. Que a distância que os separa é este movimento maravilhoso da matéria e da energia. A maravilha é apenas esta surpresa porque esta proximidade é tão diminuta entre os dois e é a inesperada distância.

José do Vale P Feitosa



quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Perdas - José do Vale Pinheiro Feitosa

video

Fiquei com a música que então vem a originalidade. Música: Noturno de Brasílio Iteberê da Cunha
LAVA ROUPA


PÓS MODERNO
PODE SER UM IGNORANTE
ILUSTRADO

SOU APENAS MODERNO
UM POUCO
ANTEPASSADO

ACREDITO NA BELEZA DA VERDADE
E NA VERDADE DA BELEZA...

NÃO ME OCUPO
COM O PRINCÍPIO
NEM COM O FIM...

A VIDA É UM PROCESSO.

Não Foi Nada - Lô Borges


Não Foi Nada
Lô Borges

Sonhei
Que eu nunca existi
E vi
Que eu nunca sonhei

28 de outubro -Aniversário do nosso poeta Domingos Barroso !


Nosso abraço carinhoso!



Amanhã é meu dia:
Vinho (um litro, dois litros, sei lá).

Algo me diz
que vai chover.

Espero que chova mesmo
na minha alma franciscana.

Mas o vinho hei de ter (três litros talvez)
ao alcance dos meus dedos trêmulos.

Cedinho comprarei pães.
Cafezinho especial.

Não sujarei minha mão direita
ao metê-la no pote.

4 medidas bem cheias.
Café forte.

No almoço, então, o vinho.
Minha mãe aproveitará o frango de ontem.

Ótimo.
Excelente iguaria.

Vou buscar meu filho.
Até brincarei de playstation.

Depois do primeiro litro,
aumentarei o som.

Por favor, amanhã blues não.
Quero samba.
Quero rock.

Existe alguém que gostaria
estivesse ao lado da minha alma poética.

Uma certa amiga Sacerdotisa
(com coração de noviça)

Mas ok, beleza.

Não peço muito -
pode até chover
ou um sol tremendo
rachar meu couro cabeludo.

Amanhã é meu dia:
pois bem, três litros de vinho.

À noite, qualquer barzinho -
milhares de cervejas.

Todos saibam que é meu dia.
Não escondam nenhuma garrafa debaixo da mesa.

Algo me diz
que vai chover.


por Domingos Sávio

OFICINA DE FOTOGRAFIA O OLHAR DE CADA UM



GRATUITA

Com Nívia Uchôa
NOS DIAS: 8 (terça),14h às 18h 9 (quarta) 14h às 18h , 10 (quinta) 8h às 12h, 14h às 18h 11 (sexta) 8h às 12h, 14h às 18h de Novembro
ONDE: Centro de Ciência de Tecnologia Campus CRAJUBAR - Universidade Regional do Cariri - Juazeiro do Norte - CE
Inscrições: a definir o local para inscrição
Vagas: 15 vagas
EMISSÃO DE CERTIFICADO PARA OS PARTICIPANTES INSCRITOS
ORGANIZAÇÃO: Fundação Joaquim Nabuco.

Telefone para contato: (88) 88552267 ou 9612.7485

Vamos lá?



"Intocáveis" e "inimputáveis" - José Nilton Mariano Saraiva

Não é de hoje que os “intocáveis” membros do nosso poder Judiciário, encastelados em suas redomas, se acham na berlinda, principalmente em razão das decisões pra lá de contestáveis de alguns de seus integrantes (principalmente nos seus “tribunais superiores”).
Tido e havido - em tempos outros - como o último guardião da moralidade, o ícone maior da respeitabilidade, o refúgio dos descamisados, o justiceiro dos desvalidos, na prática diária os seus integrantes apresentam um “modus operandi” que depõe contra tudo isso (embora não se possa provar absolutamente nada contra nenhum deles, vez que as coisas são muito bem “amarradas”). E ai de você, se ousar se meter a besta, e reclamar.
Quem não lembra, por exemplo, que meses atrás o então Presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, literalmente “peitou” todos os companheiros de toga, atropelou ritos consagrados do julgamento processualístico e se indispôs com boa parte dos integrantes do Judiciário, com o fito único e exclusivo (e obteve sucesso) de soltar da prisão o banqueiro-bandido Daniel Dantas, “engaiolado” duas vezes por decisão do austero juiz Fausto de Sanctis, em razão das comprovadas falcatruas no mercado financeiro ??? E isso depois que o próprio banqueiro-bandido afirmou calma e peremptoriamente que não estava preocupado, porquanto, quando a ação chegasse às instâncias superiores, teria a prisão revertida. Não deu outra. A troco de quê ???
Quem não recorda que, após ser condenado pela Justiça Federal do Ceará em três julgamentos (em todos eles à pena de 14 (quatorze) anos de reclusão, em regime fechado), em razão das portentosas fraudes processadas na contabilidade da instituição à qual presidida (BNB), e que deixaram um rombo estratosférico (sete bilhões de reais), o senhor Byron Costa de Queiroz deu um jeito de (recorrer) levar a questão pra ser julgada no Tribunal Regional Federal do Recife, onde foi novamente julgado e (incrivelmente) inocentado “por unanimidade” pelos senhores Desembargadores daquela Corte ??? Será que os juizes da Justiça Federal do Ceará se sentiram desmoralizados ??? Hoje, o “coitado” do Byron Queiroz (que é afilhado do senhor Tasso Jereissati) vice a freqüentar as “rodas sociais” de Fortaleza, e não perde a oportunidade de gozar com os funcionários da instituição. A troco de quê ???
Atualmente, aqui em Fortaleza, um fato inusitado envolve (em suspeitas mil) mais um integrante do Judiciário, a saber: conforme determina a lei, é terminantemente proibido desmatar e construir em Áreas de Relevante Interesse Ecológico (Arie) em razão da grave e irreversível lesão ambiental que pode provocar.
Pois bem, o “Parque do Cocó” é uma dessas áreas que funciona como uma espécie de “pulmão” da nossa hoje abrasiva e sufocada Fortaleza, e onde você pode exercitar-se respirando o pouco de ar puro que ainda nos resta (não custa lembrar que, lá atrás, quando a “questão ambiental” não tinha a relevância que tem hoje, o empresário Tasso Jereissati construiu o seu Shopping Iguatemi exatamente no coração daquela imensa e aprazível área verde; e, embora depois tenha havido contestação, como o homem tem grana a coisa ficou o dito pelo não dito).
Fato é que, assim como “sobra” ambição desmedida e “falta” preocupação para com tão relevante tema, tais terrenos virgens foram adquiridos (certamente que a preço de banana) por gente esperta e inescrupulosa, criou-se uma Associação Cearense dos Empresários da Construção e Loteadores (Acecol) e a intenção é desmatar toda a área, passar por cima do que se constituir obstáculo e construir os espigões da vida.
Os mafiosos empresários recorreram a quem, a fim de perpetrar tão acintoso crime ??? Elementar, meu caro Watson: a um dos integrantes do nosso Judiciário. E ali contaram com a compreensão, simpatia e benevolência do juiz Francisco das Chagas Barreto, que já emitiu um parecer favorável ao desmatamento e à construção. A tal “questão ambiental” que se exploda. A troco de quê ???
Há uma luz no fim do túnel, no entanto: lá em Brasília, a ministra Eliana Calmon, do próprio Supremo Tribunal Federal, navegando contra meio-mundo de gente, confirmou, sim, que há “bandidos de toga”, enquanto que uma pesquisa recente mostra que entre onze instituições avaliadas pelo povo, o Poder Judiciário só perde para aquela outra instituição onde a maioria tem pós-graduação e doutorado em “picaretagem”: o Congresso Nacional.
O bicho pega é quando lembramos que eles, além de “intocáveis”, são, também, “inimputáveis” (mas vamos chegar lá).

Pensamento para o Dia 27/10/2011


“No momento do nascimento não se tem atributos bons ou maus. As mudanças ocorrem em sua natureza devido ao alimento consumido, à influência dos amigos etc. Desenvolve-se ego e apego através da companhia que se mantém. Na medida em que começa a se educar, você desenvolve orgulho e acolhe pensamentos arrogantes a respeito da sua superioridade sobre os outros. Essa vaidade polui o coração. Quando a água se mistura ao leite, deve-se fervê-lo para torná-lo puro. Da mesma forma, deve-se realizar várias práticas espirituais (Sadhana) para limpar o coração de impurezas. É somente quando o coração se derrete no calor do Amor Divino que você conseguiu remover as más características. Fique claro que você é a causa de seu destino, bom ou mau. Deus não é responsável pela causa do seu sofrimento e você é livre para moldar seu futuro. Assim, você se aproximará de Deus com um passo mais firme e uma mente mais lúcida.”
Sathya Sai Baba

Olhem aí as dez confusões da semana na cabeça de certa gente - José do Vale Pinheiro Feitosa

1 – A Europa tenta sair da crise com ajuda dos emergentes comprando seus títulos com aval do FMI.

2 – A Europa vai precisar e muito da China. E agora todos os dias vocês verão chefes de estado europeu prestando homenagens ao Dalai Lama e pedindo punição para o comunismo chinês que invade o santuário religioso do Tibete.

3 – Quem vai pagar a conta da OTAN pelo tanto que gastou para matar Kadafi? Fora petróleo a Líbia só tem areia. E aí o petróleo fica com a Europa e EUA e a China com a areia?

4 – E os EUA vão retirar 30 mil soldados do Iraque. Pronto o desemprego nos EUA aumentará algumas frações.

5 – E o acordo que corta 50% da dívida Grega, foi concessão por amor ao próximo ou o próximo estava prestes a corta o pescoço dos líderes europeus? As ruas gregas estão bem violentas e a economia só despenca. As praças de Berlim já se encheram, além da Itália, do quebra-quebra inglês. Ou confusão danada o puro da fé sente.

6 – E o Vaticano minha gente? Este papa não disfarça, é um discípulo de Rosa de Luxemburgo infiltrado nas hostes direitistas da aliança Reagan/João Paulo II. Não é que a Santa Sé quer o pé do Estado na regulação da ambição do sistema financeiro!

7 – A mais antiga do sentimento milenista no Brasil. Nada da sociedade proteger os mais fracos com fundos para financiá-los. A política e o trabalhador que lute para “vender” suas propostas para alguma mão beneficente financiá-los. Aí vai está assim de capitalista querendo financiar comunistas, libertários, o MST entre outros do mesmo naipe (tem uma exceção: camisas t-shirt com a cara de Che pode ser, mas está meio fora de moda). Entre uma proposta do Instituto Millenium (o milênio deles tem terminação latina e é com duplo ele – gente coisa é outra fina) e outra do MST certamente a FIESP financiará a do MST. Isso é que é liberdade de mercado e a democracia do que nos resta.

8 – Não pode pôr comunista no governo. Todos são ladrões. Vide o Orlando Silva que deveria sair algemado para que as máquinas fotográficas da revista Veja se vangloriem pela defesa do patrimônio nacional. Este sentimento inquisitorial e de fogueiras a priori ainda deixará o ar fétido de carnes queimadas.

9 – E o Obama? Todo mês tem um assassinato para comemorar. Uma estatística da economia e da pobreza a chorar. Um recuo nas despesas a amargurar. A última é o medo despertado na dupla estado/indústria armamentista: o orçamento para a defesa será cortado. Agora é que muita gente vai para a rua mesmo.

10 – E a OCDE (organização para a cooperação e desenvolvimento econômico), de perfil liberal e européia, só tem elogios para as políticas brasileiras, especialmente de transferência de renda. Mas quer meter os dedos no gargalo dos aposentados com dois tipos de medida: aumenta a idade e desvincula seus reajustes do reajuste do salário mínimo. Com a economia brasileira em crescimento, é mais ou menos aquela tese de subir e tirar a escada para que outros também não subam. Esta Europa é mesmo ingrata: querem nosso dinheiro por uma mão e na outra não nos querem crescendo.

As propostas políticas na luta nacional - José do Vale Pinheiro Feitosa

Quando temos muitas propostas de soluções para um mesmo problema, dada a dispersão das propostas, poderemos não ter nenhuma. No entanto, quando temos algumas propostas fortes e consistentes, alguma proposta pode dar caminho para o futuro. Ao desenvolvê-la no caminho do futuro esta proposta vencedora sofrerá modificações circunstanciadas pela realidade. Se ela tentar seguir um caminho dogmático, passando um rolo compressor sobre a realidade, irá se esfarelar por rigidez. De qualquer modo o caminho dogmático nem sempre é próprio da proposta, por vezes forças externas de modo estratégico provocam os agentes da proposta a ponto que eles não tenham alternativas de adaptação à realidade. De modo resumido tem sido o que ocorreu na história desde o renascimento, o desenvolvimento da razão, da ciência e do capitalismo.

No Brasil existem duas propostas políticas em prática. Ambas nacionais, com conteúdos programáticos diferentes, com leituras da realidade distintas e com alianças estratégicas dentro e fora do país de natureza própria. Uma proposta tem o núcleo político organizado por uma aliança histórica entre PSDB/DEM/PPS e agora possivelmente em disputa como o novo PSD e a outra proposta formada historicamente pelo PT/PC do B e mais o PMDB e outros partidos como o PDT e o PSB.

Para facilitar o texto vou denominar à primeira proposta de Neoliberal/Ortodoxa e à segunda Progressista/Social. Estas duas propostas galvanizam os discursos do pós guerra que se diferenciavam entre direita, para a primeira proposta e esquerda para segunda. Quando digo galvanizam explico que a história está em movimento e os termos direita e esquerda como são compreendidos estão modificados pela mudança histórica. Os Neoliberais/Ortodoxos se aliam com setores do capitalismo brasileiro internacionalizado, especialmente pelos ganhos com as privatizações, com amplas margens do agronegócio, com setores da classe média tradicional, banqueiros nacionais e internacionais e com alianças estratégicas externas especialmente com lideranças dos EUA e Europa. Os Progressista/Social se aliam com os capitalistas nacionais com pretensões a um protagonismo maior no mundo, com setores dos trabalhadores organizados, com movimentos sociais organizados, setores da pequena agricultura e tem alianças externas com lideranças e países emergentes como ele.

Os Neoliberais/Ortodoxos apresentaram um programa político de enterrar o que chamaram de era Vargas, com flexibilização dos direitos trabalhistas, regulação da vida social realizada pelo mercado, reforma e privatização da previdência, fim de todas as empresas estatais e uma forte aliança com as corporações multinacionais para dali extrair riquezas na oportunidade do que chamavam globalização inevitável. Algumas marcas políticas este pensamento tem: horror ao papel do Estado, desestímulo ao funcionalismo público, políticas de transferência de renda, mercado regulado, movimentos sociais e partidos de esquerda.

Os Progressistas/Sociais praticam governos em que os valores da era Vargas não são enterrados, mas são sensíveis à mudanças em alguns pilares desta era; aceitam o desenvolvimento capitalista, praticam a regulação do mercado, especialmente no mundo financeiro e acreditam num caminho próprio para inserção comercial no mundo atual. As marcas políticas desta proposta não vou repeti-las, pois são exatamente o contrário daquelas anunciadas para o outro grupo.

Não precisaria dizer o que direi, pois acho que ficou claro que as duas propostas são consistentes historicamente. Acontece que elas não se ancoram apenas em discursos de suas lideranças ou em algumas manifestações programáticas, ambas têm instituições por trás delas, formulando e atualizando os dados da realidade para se apoiarem. A proposta Neoliberal/Ortodoxa tem muitos acadêmicos propondo, existem setores predominantes da mídia corporativa formulando e repetindo o mantra todos os dias, além de vários institutos como a Casa do Saber no Rio de Janeiro e o Instituto Milenium em São Paulo. A proposta Progressista/Social igualmente possui setores importantes da academia, como estão no governo federal os órgãos fazem “paper” que acentuam suas teses e vários institutos e fundações trabalham com suas teses.

Bom ainda tem a internet com sua prática subversiva e agressiva. A riqueza aí é muito grande e as duas propostas estão plenamente contempladas. De vez em quando alguém quer a prisão de ministro, chama todos os adversários de ladrões e mostram os papers dos seus institutos como se fossem a última palavra da sabedoria humana. A guerra de trincheiras, igual àquela da primeira guerra mundial, se reproduz na internet entre os dois grupos. O que não falta é cachorro doido dando mordida de um lado e outro da trincheira.

Uma pergunta. Tem espaço para outras propostas virem para o palco político nacional? Tem. Algumas mais à direita da direita e outras mais à esquerda da esquerda. Dificilmente haverá uma que ocupará o centro político, pois ambas as propostas hegemônicas no momento político já têm suas bases formadas em partes do centro político. O PSD, por exemplo, no máximo herdará a herança da proposta Neoliberal/Ortodoxa com alguma revisão. Por que penso na radicalização à direita ou à esquerda? Em razão da crise econômica Americana e Européia que pode evoluir para uma crise mundial mais aprofundada. Só para não se imaginar tudo no campo teórico: relatório desta semana aponta que a população americana abaixo da linha de pobreza está crescendo, especialmente nos outrora subúrbios da promessa de uma vida feliz de consumo. Todas as radicalizações (de direita ou esquerda) tiveram o campo fértil da miséria como nascedouro da proposta.

De coração para coração - Colaboração de Socorro Montoril


(Leticia Thompson)
"O que separa corações não é a distância, é a indiferença.
Há pessoas juntas estando separadas por milhares de quilômetros e outras separadas vivendo lado a lado.
Muitas vezes nos importamos com o que acontece no mundo, nos sensibilizamos e pensamos até em fazer alguma coisa, mas nos esquecemos do que se passa ao nosso lado, na nossa casa, na nossa família e mesmo na vizinhança.
Colocamos sem querer, barreiras entre os corações que nos cercam.
A indiferença mata lentamente, anula qualquer sentimento; e assim criamos distâncias qduando estamos tão próximos"

Pery Ribeiro - Por Norma Hauer




PERY DE OLIVEIRA MARTINS
Esse foi o nome que ele recebeu ao nascer no dia 27 de outubro de 1937, completando hoje 72 anos.

Ficou conhecido como PERY RIBEIRO, nome que passou a usar por sugestão de César de Alencar, da Rádio Nacional.

Um de seus primeiros sucessos, ainda em vida de sua mãe a ESTRELA DALVA DE OLIVEIRA, foi "Escurinho" de Luiz Vieira.

O que muitos não sabem é que foi ele quem lançou a famosa "Garota de Ipanema", sendo ao primeiro a gravá-la e espalhando-a pelo mundo quando gravou-a em, inglês.

PERY RIBEIRO viveu alguns anos nos Estados Unidos (Miami) onde era reconhecido e aplaudido

Voltou definitivamente ao Brasil e aqui se apresenta em "shows", principalmente no eixo Rio-São Paulo.

Recentemente lançou um livro de nome "MINHAS DUAS ESTRELAS"-sua vida com seus pais DALVA DE OLIVEIRA E HERIVELTO MARTINS.

Nesse livro, sem se queixar, diz que Herivelto não lhe deu apoio quando quis iniciar sua carreira. Quanto a Dalva, esta lhe deu toda força e ainda gravou em dupla com ele, além de pedir a Luiz Vieira que compusesse uma música para ele.
Luiz compôs "Inteirinha" exatamente para Pery Ribeiro.

Hoje, muitos o estão cumprimentando, e, com esses, deixo meu abraço a PERY RIBEIRO.

Gadé - Por Norma Hauer



Ele está sendo lembrado aqui hoje porque faleceu no dia 27 de outubro de 1969, há exatamente 40 anos!

GADÉ é um nome estranho para quem nasceu em 23/07/1904,sendo batizado como Oswaldo Chaves Ribeiro. Mas foi como GADÉ que ficou conhecido em nossa música popular,como pianista e compositor.
Nasceu em Niterói, onde se apresentava como pianista, vindo mais tarde para o Rio de Janeiro para exercer um cargo no extinto Lóide Brasileiro, de saudosa memória.
Como compositor, teve suas músicas gravadas pelos grandes vultos de sua época, como Carmen Miranda, Joel e Gaúcho, Almirante...
Com Herivelto Martins e Dalva de Oliveira, esteve na inauguração da Rádio Inconfidência de Belo Horizonte e aqui no Rio foi pianista nas Rádios Clube, Mayrink Veiga, Tupi e Nacional.

Suas músicas mais famosas eram todas de um humorismo sutil.
Assim, com Joel e Gaúcho, gravou "Estão Batendo"(estão batendo, se for comigo diga que não estou,é a mulata que há muito tempo você abandonou. Está zangada, de cara feia trás um vassourão na mão...") ou, ainda com Joel e Gaúcho,"Que Barulho é Esse"? oh Juracy, aí no corredor...meu chatô não é pomar de amor". Com Odete Amaral gravou "Quem é que Paga a Gasolina"("pelas ruas da cidade a bancar o lorde, bancando Pintacuda, a 120 a hora").
Pintacuda era um corredor italiano que fez parte do "Circuito da Gávea", vencendo-o duas vezes.
Imaginar o que foi aquele Circuito nos anos 30 e compará-lo com as atuais corridas de Fórmula 1 é o mesmo que comparar água com vinho.
Em compensação, nenhum carro com a velocidade dos atuais poderia correr no Circuito da Gávea, cheio de curvas perigosas.

Voltando a GADÉ, lembremos que Almirante foi quem gravou as mais bem humoradas de suas composições, como "Faustina"("corre aqui depressa,vai ver quem está no portão.É minha sogra com as malas, ela vem resolvida a morar no porão. Vai ser o "diabo", vamos ter sururu com o vizinho"...)
Voltando a GADÉ, lembremos que Almirante foi quem gravou as mais bem humoradas de suas composições, como "Faustina"("corre aqui depressa,vai ver quem está no portão.É minha sogra com as malas, ela vem resolvida a morar no porão. Vai ser o "diabo", vamos ter sururu com o vizinho"...).

Almirante gravou também "Vou-me Casar no Uruguai", naquele tempo em que não havia divórcio no Brasil e era comum os "desquitados" irem "casar no Uruguai", para dar satisfação à sociedade hipócrita da época.

VOU-ME CASAR NO URUGUAI

Autores: Gadé e Walfrido Silva
Gravação de Almirante e Carmen Miranda

Se eu fico em casa, você está falando
Se eu vou pra rua, você quer brigar
O nosso gênio não está combinando
Isso não é vida, eu vou me separar!
Se você teima, eu também sou teimoso
O nosso tempo vai em discussão
Se você acha que não sou bondoso
Arranje um palacete e saia do meu barracão!


Vou lhe dizer que já gastei muitos mil réis
Que estou tratando dos papéis
Para me separar
Estou arranjando um divórcio camarada
Porque nossa amizade, hoje em dia, não é nada
Nossa união vai ter o fim que eu queria
Que é sem ter tiro e correria
Vai ser bem melhor
Você se vista e vai pra casa de seu pai
Que vou comprar minha passagem
E vou casar lá no Uruguai .

Essa música teve uma "resposta" do próprio Gadé, gravada por Carmen Miranda, que terminava assim:

"Você querendo case então onde quiser
Que eu fico mesmo no Brasil
Honrando o nome de mulher."

Esse era o humorismo sadio de GADÉ.
Norma Hauer

Sócrates (futebolista)


 Wikipédia

Apelido Calcanhar de Ouro
Doutor Sócrates


Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira (Belém, 19 de fevereiro de 1954), o Doutor Sócrates, Doutor, Magrão, mais conhecido como Sócrates, foi um dos melhores jogadores de futebol do Brasil e um dos maiores ídolos do Corinthians ao lado de Luisinho, Cláudio, Roberto Rivellino, Neto, Marcelinho Carioca dentre outros. É irmão de Raí, outro famoso futebolista. Hoje exerce a medicina, além de ser articulista da revista CartaCapital e comentarista do programa Cartão Verde da TV Cultura.

Única unanimidade em uma pesquisa realizada, em 2006, pela Revista Placar para escolher o "time de todos os tempos" do Corinthians. Novamente, a única unanimidade, em uma pesquisa com especialistas, para escolher os dez maiores ídolos da história do Corinthians. Eleito em 1983 o melhor jogador sulámericano do ano. Escolhido pela FIFA em 2004 como um dos 125 melhores jogadores vivos da história e considerado por muitas pubicações especializadas, como CNN, World Soccer e Placar, como um dos grandes jogadores de todos os tempos, foi um atleta reconhecido por seu estilo elegante. Uma característa do jogador que marcou sua passagem pelo futebol foi a sua habilidade e uso inteligente do calcanhar. Mas era um jogador completo, marcava gols de falta, de cabeça e fora-da-área com frequência. Dava assistências perfeitas para seus companheiros marcarem muitos gols.

Foi revelado pelo Botafogo, clube de Ribeirão Preto, onde foi considerado um fenômeno desde o início, pois quase não treinava em função de frequentar o curso de medicina na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP). Nesse time ele foi campeão do 1º Turno do Campeonato Paulista de 1977 e artilheiro do campeonato. Também se destacou no Campeonato Brasileiro, autor de um célebre gol de calcanhar contra o Santos em plena Vila Belmiro.

Socrátes se firmaria no Corinthians em 1978, refazendo a dupla com seu ex-companheiro Geraldo Manteiga. Mas seus grandes companheiros de ataque nesse time seriam Palhinha e o amigo Casagrande. Sócrates só aceitou jogar para valer depois que se formou na faculdade de medicina. Na Seleção Brasileira estrearia em 1979.

Foi uma das estrelas de dois dos maiores esquadrões do futebol mundial: a Seleção Brasileira de Futebol da Copa do mundo de 1982 e o Corinthians da década de 80. Teve ótimas atuações, marcou dois belíssimos gols nos jogos dificílimos contra URSS e Itália, e mostrou toda sua categoria. Mas não foi o suficiente para o Brasil se sagrar campeão.

Na Copa do Mundo de 1986 estaria novamente em ação, mas já fora de forma ideal. Ficaria ainda marcado pelo penâlti desperdiçado contra a França, na decisão que desclassificou o Brasil.

Depois de uma rápida e decepcionante passagem pelo Fiorentina, prejudicado pelos companheiros de quem suspeitava que manipulassem resultados, Sócrates retornou ao Brasil para encerrar a carreira aonde atuaria ainda no Flamengo, no Santos e no Botafogo de Ribeirão Preto. Em 2004, atendendo a um convite de um amigo, ele participou de uma partida com a camisa do Garfoth Town, equipe da oitava divisão da Inglaterra.

Fora do futebol, Sócrates sempre manteve uma ativa participação política, tanto em assuntos relacionados ao bem-estar dos jogadores quanto aos temas correntes do país. Participou da campanha Diretas Já, em 1984 e foi um dos principais idealizadores do movimento Democracia Corintiana, que reivindicava para os jogadores mais liberdade e mais influência nas decisões administrativas do clube.


Em agosto de 2011, Sócrates foi internado na UTI do Hospital Israelita Albert Einstein devido a uma hemorragia digestiva alta causada por hipertensão portal.

Nesse momento, assisto ao ex-jogador , recuperado,no programa de entrevista da Marília Gabriela.
Um cara inteligente, que fala da política nacional e internacional com propriedade!
Depois de tantos anos sabendo que ele existe, o  descubro...Homem de cultura e sabedoria-Figura linda!
Apaixonado pela família, pelo Brasil, Cuba, Coríntias, e pela Medicina! 
Considera Telê Santana,o melhor técnico de futebol brasileiro.Cita o nome de Neymar como a mais expressiva figura do futebol, na atualidade.
Diz que a Copa do Mundo ,no Brasil ,não  trará tantas vantagens para a Economia do País, e seu povo.Explica porque...(o óbvio!)


Impressionei-me!