por José do Vale Pinheiro Feitosa




Viva junto à alma mais próxima e compreenda que a proximidade é a medida da distância. Que a distância que os separa é este movimento maravilhoso da matéria e da energia. A maravilha é apenas esta surpresa porque esta proximidade é tão diminuta entre os dois e é a inesperada distância.

José do Vale P Feitosa



sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

BALLADE POUR MA MÉMOIRE - José do Vale Pinheiro Feitosa

video
Ballade pour ma mémoire - Michel Legran e Francis Lai. Voz Liliane Davis

Sexta feira. Da solidão da noite onde as vozes silenciaram, os meus olhos passeavam sobre o cinza da borda do canavial e, lá na linha do alto, via as luzes da cidade. Tudo vida. Tudo continuação. E mais do que isso: a música para nossos corpos se amarem.

Como esta balada pela minha memória. As luzes atrairiam as pessoas para as mesas, garrafas embriagariam esta faina da responsabilidade servil, os cabelos delas brilhariam como um visgo perfumado. E a música um cupido a soltar flechas que realizam o encontro.

video
Un homme et une femme - Michel Legran e Francis Lai 

Un homme et une femme olhares a dissolverem estas regras da interdição. Cílios que enfeitiçam e todo aquele lago castanho é lenha acesa a desdobrar cada sentido ao colar-se ao outro. Estes cheiros de perfume e corpo, esta mão suave, a cintura que divide hemisférios, a erupção que abrasa este encontro.

Uma luz suave a acolher toda a expressão que fecunda quereres. Inunda lagos e promove a aproximação oculta entre o cais e o barco a abrir as velas da privacidade. Afinal apenas os dois existem. Sem gêneros. Mas, sobretudo números e graus. Muitos graus.

video
Un perfum de fin du monde - Michel Legran e Francis Lai.

Afinal somos um perfume. Um perfume dos limites do mundo. Um extrato final dos motivos essenciais que contemplam este encontro da sexta feira. Uma sexta feira para dar graças ao olfato, para levantar os braços aos céus por toda esta força seminal.

Por nossos olhos, por nossas bocas. Pela febre de tua face. Por esta música que encena todo este momento.     

Imagens capturadas...

O mesmo sorriso!
Querido casal: Zé do Vale e Teresa
Sorriso triplicado!


Entre amigos! Rosineide e Rogério


Grande poeta!