por José do Vale Pinheiro Feitosa




Viva junto à alma mais próxima e compreenda que a proximidade é a medida da distância. Que a distância que os separa é este movimento maravilhoso da matéria e da energia. A maravilha é apenas esta surpresa porque esta proximidade é tão diminuta entre os dois e é a inesperada distância.

José do Vale P Feitosa



sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Musicais da Broadway - José do Vale Pinheiro Feitosa

"Nada vem do nada." Um processo de acumulação é o que é a cultura. O desenvolvimento da música por séculos, especialmente na Europa. Daí evoluiu o canto. Que juntando orquestra e voz e coro se fez ópera. Que se derivou para o  Folies Bergère, Vaudeville e chegou aos musicais.

Que tem suas fases. As fases da história, dos momentos sociais e econômicos, que se traduz em cultura e comportamentos. Por convenção se diz que os musicais tiveram sua fase de ouro. É verdade. Quando o gênero explora ao máximo seus componentes: história, composição, voz, orquestração, coreografia e cenários no palco.

A época de ouro dos musicais aconteceu entre os anos 30 e final dos 40. E um dos filmes clássicos de musicais foi On the Avenue. De 1937. Direção de Roy del Ruth (dirigiu mais 40 filmes, a maioria musicais e de personagens populares do EUA), com Dick Powell, Madeleine Carroll e Alice Faye (participou em muitos musicais, inclusive com Carmem Miranda de quem foi amiga).

Agora a composição das canções de On the Avenue é do grande Irving Berlin. Nascido na Sibéria, fez carreira musical nos EUA. Tinha um talento especial para a música, embora nunca tenha aprendido a ler partitura. Compôs mais de três mil canções. Era um dos únicos a compor música e letra. Compôs 17 trilhas sonoras para filmes e 21 trilhas para musicais da Broadway.

A lista de composições conhecidas de Irving Berlin é imensa de modo que para dar significado a quem ele era musicalmente, citamos a conhecidíssima Cheek to Cheek. Mas vamos ficar com as músicas de Irving Berlin para o filme On the Avenue.

Escutem só esta abertura. É a clássica abertura da ópera, quando todas melodias eram tocadas pela orquestra da performance. Assim foi em On the Avenue que trata de um clássico romance entre rico e pobre (melhor dizendo entre rico e classe média). Um namoro entre a Broadway e famosa Park Avenue dos milionários, onde fica, por exemplo, o famoso hotel Waldorf Astoria.

video
On the avenue - abertura

Agora a primeira música do musical: He Ain´t Got Rhythm, cantada por Alice Faye e performance dos Ritz Brothers (grupo de comediantes filhos de judeus austríacos que fez performances em musicais e filmes). Observem o quanto Alice Faye tem um swing especial enquanto canta e dança e especialmente observem a performance dos Ritz Brothers, especialmente no final dele. Tem um momento que a coreografia consegue um efeito fantástico: as mulheres dançam de cócoras e os três irmãos bem esticados, causando neles um efeito elástico  genial.

video
He Ain´t Got Rhythm

Agora uma tradução rápida da letra uma vez que não há legenda para as melodias no filme. 


O que você está estudando?
[1ª Co-Ed:]
psicologia
[Alice Faye:]
E você, querida?
[2 Co-Ed:]
filosofia
[Alice Faye:]
Bem, não leve isso muito a sério, porque
Eu sei que um professor de grande renome
[Co-Eds:]
Sim?
[Alice Faye:]
E ele é o homem mais solitário na cidade
[Co-Eds:]
Realmente?
[Alice Faye:]
Ele é tão inteligente quanto um homem pode ser
Mas ele nunca tem companhia;
[Co-Eds:]
Por que ele é o homem mais solitário na cidade? Hein?
[Alice Faye:]
Ele não tem ritmo.
[Co-Eds:]
Oh!
[Alice Faye:]
Toda noite, ele se senta na casa sozinho
Porque ele não tem ritmo
[Co-Eds:]
Muito ruim!
[Alice Faye:]
Toda noite ele fica lá e usa uma carranca
Ele atraiu alguma atenção
Quando encontrou a quarta dimensão
Mas ele não tem ritmo, por isso que ninguém com ele se importa
[Todas]: O homem mais solitário na cidade
[Alice Faye:]
Um homem todo voltado para si
Curvando-se em seus livros
[Co-Eds:]
Ele faria!
[Alice Faye:]
Sua esposa e família
[Todas]: Dando-lhe olhares de reprovação
[Alice Faye:]
Porque ele não liga
Quando os chamam, é chamá-lo no vazio
No mês de janeiro
Ele compilou um dicionário
Mas ele não tem ritmo, e ninguém com ele se importa
O homem mais solitário na cidade
[Todas]: Ele é solitário, ele é solitário
E ele é todo voltado para si
O homem mais solitário na cidade
[O Professor:]
Eu sei de todos os planetas no céu
Eu os medi inteiramente a olho nu
Eu vi tudo em Marte
Eu sei tudo sobre estrelas cadentes
Mas ainda assim eu sou um cara muito infeliz
Eu me pergunto por quê?
[Professores:]
Você não tem ritmo!
[O Professor:]
Sou capaz de ler as folhas de chá no meu copo
[Professores:]
Mas você não tem ritmo!
[O Professor:]
E descobri exatamente quão alto é até
[Professores:]
Mas você não tem ritmo!
[O Professor:]
Eu descobri, uma vez enquanto sóbrio,
Para onde as moscas voam em Outubro
Por causa desta descoberta sobre as moscas
Eu tenho o prêmio Nobel
[Professores:]
Mas você não pode fazer o Charleston
E você não sabe como fazer o Bottom Blasck, o novo ritmo
[O Professor:]
Céu, eu vejo o céu
Através do meu telescópio, enquanto admiro o pico mais alto do Mount Wilson
Vou explicar tudo em latim ou em grego
[Professores:]
Mas você não está tão quente ao dançar de rosto colado
[O Professor:]
Eu já dominava relatividade
[Professores:]
Mas quando tem festa
[O Professor:]
Eles nunca vão pensar em me perguntar
[Co-Eds:]
Você não quer saber por quê?
[Professores:]
Porque você não sabe como fazer a rumba
Essa é a razão pela qual você é um cara solitário
[O Professor:]
Ah, o amor!
Venus é linda esta noite e por isso é Jupiter
[Professores:]
Skipping de Júpiter de planeta para planeta
[O Professor:]
Jumping Jupiter!
[Professores e Co-Eds:]
Mas você não poderia ser mais estúpido
"Ritmo Porque você não tem
[O Professor:]
Por que, eu descobri ar líquido
[Professores:]
Mas você não tem ritmo
[O Professor:]
E eu tenho uma cura para a queda de cabelo
[Professores:]
Mas você não pode ficar quente
[O Professor:]
O Quê?
[Professores e Co-Eds:]
Não, você não pode ficar quente
[O Professor:]
O Quê?
Eu sou um cientista a ponta dos meus dedos
[Professores:]
Mas você não pode fazer nada com os quadris
[Co-Eds:]
E essa é a coisa que perde
[O Professor:]
Você quer dizer isso?
[Professores e Co-Eds:]
Sim! Ele tem isso! Ele tem isso!
Ele tem isso! Ele tem isso!

O homem tem ritmo!

Só para acompanhar esta música fora do musical:

video


E mais esta 

video