por José do Vale Pinheiro Feitosa




Viva junto à alma mais próxima e compreenda que a proximidade é a medida da distância. Que a distância que os separa é este movimento maravilhoso da matéria e da energia. A maravilha é apenas esta surpresa porque esta proximidade é tão diminuta entre os dois e é a inesperada distância.

José do Vale P Feitosa



terça-feira, 27 de janeiro de 2015

video
Goodbye my love, Goodbye - Demis Roussos - Panas, Mario, Klaus 

Quando disserem que grego não eras. Lembrarei que Alexandria, no Egito, era grega de fundação. Muito cedo, perdeste tua humanidade física, aos 68 anos de idade. Destas perdas que célere atravessam o composto indene, como à Grécia a crise econômica atravessou. Demis Roussos, filho de pai grego e mãe egípcia de origem italiana, não fugiu de sua Atenas e ali, para não perder o mote, assomou ao Olimpo.

Demis Roussos, em sua voz inconfundível, já conquistara a humanidade imaterial. E a música é esta especialidade dos sentidos em marcar a memória, muito além da narrativa, incluindo ambiência, emoções, sensações e desejos num mesmo átimo de lembrança.

video
Rain and tears - lançada pelo grupo Aphrodhite´s Child formado por Vangelis, Demis Roussos, Lucas Sideras e Anargyros.

Sabemos disso e que classificações de tempo e idade, de gosto e desgosto se extraia ao saber-se qual música toca, nada importa. Apenas as mentes alienadas, os encéfalos burocráticos, a onipotência corrompida, é capaz de classificar onde não há classe.

Há um tempo vivido, experimentado, desde o miolo das coisas até o mais alto da superfície. Ali onde se respira a leveza do ar. Isso é como todos os sentidos contam emoções acontecidas mas que ecoam enquanto sopro houver por respirar.
video
My Reasons - Demis Roussos 

Nos, agora, longínquos anos 80, um amigo viveu o destraçar de uma relação acontecida desde mais de dez anos. Toda aquela vida de classe média fortalezense encolheu-se num quarto com banheiro que literalmente ficava sob a escada principal do prédio. Era quase o alojamento feito para um vigia. Mas fora alugado a ele.

video
We shall dance - Demis Roussos - Demis Roussos, Charalampe Chalkitis, Boris Bergman

E estamos os dois ouvindo um rádio cujas ondas eram fugidias. E ouvíamos esta canção:

video
Forever and ever - Demis Roussos


E dali a mão foi empurrando com uma longa melodia do qual se busca este fragmento.

No quase quarto,
Sob uma escada de uma quase moradia,
A saudade do que fôramos nos deixou,
E saímos para as ruas com a canção nos impregnando:

Ever, ever, forever and ever...
Nunca, nunca, jamais iremos
Aos braços da eternidade,
Ao corpo de todas as coisas,

Sempre, sempre, para sempre,
Iremos ao finito de nós mesmos,
Ao passo adiante do que é hoje,
Ao senso de que tudo se vai.

Sempre, sempre, para sempre,
Tudo será assim,
Como curvas do vento,
Um sentimento de dobra,
Um sentido de quebra.

Sempre tudo assim,
Eis o nosso senso de destino,
Eis a trilha da permanência,
Eis o ponto final da eternidade,
Ali onde nós não seremos nós.





Nenhum comentário: