por José do Vale Pinheiro Feitosa




Viva junto à alma mais próxima e compreenda que a proximidade é a medida da distância. Que a distância que os separa é este movimento maravilhoso da matéria e da energia. A maravilha é apenas esta surpresa porque esta proximidade é tão diminuta entre os dois e é a inesperada distância.

José do Vale P Feitosa



segunda-feira, 15 de outubro de 2012


As fontes de música antes da época da internet eram o disco, rádio, o cinema e depois a televisão. O disco permitia o acesso em casa e no momento que se desejasse, as demais mídias nem pensar em ouvir uma determinada música. O cinema, quando não tinha como gravar e o único meio era o próprio rolo de filme, aí nem pensar em repetir.

Agora uma coisa interessante é a importância que o disco teve para trazer o sucesso europeu e americano através da chamada versão em português. Todos os cantores de rock antigos e a jovem guarda aqui no Brasil viveram de versão. Desde o Carlos Gonzaga trazendo Paul Anka até o caso aqui enquadrado.

Escutem esta versão em Português da "If i were a Carpenter" de Bobby Darin.  Na voz do meloso Ronnie Von.

video
Ronnie Von - O Carpinteiro

Pois aí no Crato a maioria tomou conhecimento de Bobby Darin através do filme "Quando Setembro Vier." Uma comédia americana, com locações italianas, contando um romance bobinho, mas com as presenças em plena beleza de Gina Lollobrigida  e Rock Hudson. A música tema do filme fez grande sucesso nas “tertúlias” da cidade.

Neste filme um grupo de jovens disputava a juventude com o controlador Rock Hudson um milionário que tinha uma mansão na Itália onde se encontrava com Gina e por um azar dos empregados, estes são pegos fazendo o que sempre faziam: alugando a mansão como um hotel enquanto o patrão não se encontrava. Neste caso um grupo de “jovens castas” que o milionário tenta preservar a virgindade por conta de uma rapaziada entre a qual Bobby Darin. No filme ele canta esta Multiplication.

video
Bobby Darin - Multiplication

Durante as filmagens Bobby dar tudo para encantar Sandra Dee no papel de uma das jovens castas, agora na vida real e se casam. Isso em 1960, logo após as filmagens. O casamento durou 7 anos, tiveram um filho, o Bobby terminou fazendo sombra na carreira de Sandra e os dois se desentenderam. A grande música deste romance é a que segue.

video
Bobby Darin - Dream  Love

Bobby Darin teve uma vida trágica de nascença a ponto de Hollywood fazer um filme sobre ele estrelando Kevin Spacey com o título em português de: "Uma Vida Sem Limites." Bobby sofreu febre reumática quando pequeno e tinha uma severa lesão de válvula no coração. Foi criado preso e por isso a mãe lhe deu de presente instrumentos musicais que o talento dele elevou ao cenário do sucesso.

Bobby era politizado e participou das campanhas eleitorais dos Kennedys, John e Bob e pretendeu se candidatar. Mas foi aí que a suposta irmã mais velha disse que ele iriam revirar a vida dele pelo avesso e aí confessou que na verdade ele era filho dela e de pai desconhecido e ela para não cria-lo como bastardo dera à mãe (a avó) que o criasse.

Bobby  passou um tempo fora dos palcos e quando retornou enfrentando dificuldades e trazendo uma música de protesto contra a guerra do Vietnã. Ele morreu ao 37 anos de idade durante uma complicada cirurgia cardíaca. Sandra Dee só foi casada com ele e sempre o amou. Morreu em 2005, aos 63 anos de idade com várias complicações inclusive por decorrência de alcoolismo e consumo de drogas.
A canção a seguir fala é da fase política dele e fala em liberdade.  

video
Bobby Darin - Simple Song of the Freedon





Um comentário:

socorro moreira disse...

Postagemfeliz! Senti-me viva!

Beijo